Dados gerais: 5392 observações

Distribuição da taxa de álcool no sangue no total das 5392 observações

1,8% dos condutores circulam com TAS ilegal (= ou > 0,5g/l), sendo que 0,8% apresentam taxas que configuram contraordenações graves, 0,7% contraordenações muito graves e 0,3% crime.

De acordo com as autópsias aos condutores mortos em acidentes rodoviários, entre 2010 e 2012, 35,6% dos condutores apresentavam TAS ilegais, sendo que 29,2% apresentavam TAS iguais ou superiores a 1,2g/l, quando de acordo com as observações realizadas, apenas 0,3% dos condutores circula com essas taxas.

O cruzamento dos dados das observações com os das autópsias disponibilizados pelo INMLCF, permite admitir que, em média, e relativamente aos condutores que apresentam TAS de 0,00g/l, os que apresentam TAS entre 0,01 e 0,19 têm um risco de morte em acidente rodoviário 1,6 vezes superior, os que apresentam TAS entre 0,20 e 0,49 têm um risco 1,9 vezes superior, e que para as TAS ilegais para conduzir, verificam-se agravamentos muito significativos do risco de morte – para uma TAS entre 0,50 e 0,79 o risco aumenta cerca de 10 vezes, para uma TAS entre 0,80 e 1,19 aumenta cerca de 12 vezes, e para TAS superiores a 1,2g/l o risco aumenta cerca de 140 vezes!

Por género:

  • Masculino – 3936 observações

Distribuição da taxa de álcool no sangue - sexo masculino

 

  • Feminino – 1456 observações

Distribuição da taxa de álcool no sangue - sexo femininoOs condutores do sexo masculino apresentam maiores percentagens de influenciados pelo álcool (2,2%), do que os condutores do sexo feminino (0,8%). Dentro das TAS ilegais, as mais elevadas são igualmente característica dos condutores do sexo masculino.

Os homens condutores apresentam ainda uma percentagem significativa de casos em que acusam a presença de álcool, embora em quantidades aceirtes legalmente (10,4%), enquanto as mulheres apresentam apenas 3,9% de casos nessascircunstâncias.

  • Grupo dos 16 aos 24 Anos – 628 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, dos 16 aos 24 anos

 

  • Grupo dos 25 aos 34 Anos – 1323 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, dos 25 aos 34 anos

 

  • Grupo dos 35 aos 49 Anos – 1947 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, dos 35 aos 49 anos

  • Grupo dos 50 aos 64 Anos – 1116 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, dos 50 aos 64 anos

 

  •  Grupo ≥ 65 Anos – 375 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, mais de 65 anos

Em média, a TAS vai descendo à medida que aumenta a idade dos condutores observados, quer no que respeita ao número de TAS ilegais, como no que respeita às TAS mais elevadas e à presença de álcool, ainda que a níveis aceites pela legislação.

O grupo etário dos condutores observados dos 18 – 24 anos apresenta 2,5% de TAS ilegal, enquanto o grupo dos maiores de 65 anos apresenta apenas 1,0% de TAS ilegais.

  • Dias úteis – 2803 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, em dias de semana

  • Fim de semana – 2589 observações:

Distribuição da taxa de álcool no sangue, nos fins de semana

A TAS dos condutores é substancialmente mais elevada aos fins de semana (2,5% ilegais) do que nos dias úteis (1,2% ilegais).

Também é superior o número de condutores que acusa a presença de álcool, embora em níveis aceites pela legislação – 9,4% aos fins de semana e 7,9% nos dias úteis.

Distribuição da TAS entre:

  • as 10h e as 12h dos dias úteis:

Distribuição da TAS entre as 10h e as 12h dos dias úteis

  • as 14h e as 16h dos dias úteis:

Distribuição da TAS entre as 14h e as 16h dos dias úteis

  • as 18h e as 20h dos dias úteis:

Distribuição da TAS entre as 18h e as 20h dos dias úteis

  •  as 22h e as 24h dos dias úteis:

Distribuição da TAS entre as 22h e as 24h dos dias úteis

  • as 02h e as 04h dos dias úteis:

Distribuição da TAS entre as 02h e as 04h dos dias úteis

  • as 11h e as 13h aos fins de semana:

Distribuição da TAS entre as 11h e as 13h dos fins de semana

  • as 15h e as 17h aos fins de semana:

Distribuição da TAS entre as 15h e as 17h dos fins de semana

  • as 19h e as 21h aos fins de semana:

Distribuição da TAS entre as 19h e as 21h dos fins de semana

  • as 23h e as 01h aos fins de semana:

Distribuição da TAS entre as 23h e a 01h aos fins de semana

  • as 03h e as 05h aos fins de semana:

Distribuição da TAS entre as 03h e as 05h aos fins de semana

A variação da TAS nos condutores observados varia significativamente de acordo com os períodos horários a que se fizeram as observações.

Durante a noite, verificaram-se TAS ilegais em 3,4% dos condutores nos dias úteis e 7,0% dos condutores aos fins de semana, enquanto nos reatantes horários se verificaram TAS ilegais entre o mínimo de 0,5% depois do jantar nos dias úteis e o máximo de 2,0% depois do jantar aos fins de semana.

Também é significativo o maior número de condutores que acusam a presença de álcool em quantidades aceites pela legislação – 17,3% à noite aos fins de semana e 15,9% à noite nos dias úteis, face ao mínimo verificado de 1,4% de manhã nos dias úteis até ao máximo de 10,0% a seguir ao almoço e a seguir ao jantar aos fins de semana.

Condutores residentes em Portugal – 4888 observações

Condutores residentes em Portugal - 4888 observações

Condutores não residentes em Portugal – 504 observações

Condutores não residentes em Portugal - 504 observações

Em média, os condutores não residentes em Portugal apresentam TAS ilegais mais frequentemente do que os residentes – 3,2% face a 1,7%. Também no que respeita à presença de álcool em quantidades aceites pela legislação, é maior nos condutores não residentes em Portugal – 10,2% face aos 8,5% dos residentes.